A SERTE é considerada uma Instituição de Longa Permanência para Idosos – ILPI. Atualmente esta é a nova nomenclatura adotada pelas instituições de acolhimento para idosos em detrimento do termo “asilo”, caracterizado como um estabelecimento para receber idosos “abandonados”, doentes, a margem da sociedade, bem como “depósito de velhos”.

Com os processos de luta pelos direitos da pessoa idosa, regulamentados em lei, através de discussões de estudiosos e de técnicos que prestam atendimento em instituições de acolhimento para idosos, vem se buscando desconstruir os (pré) conceitos que rotulam que nestes estabelecimentos residem idosos “inválidos”, e desenvolver a idéia de um serviço de garantia de diretos.

É nesta perspectiva que as ILPI's são consideradas pela Política Nacional de Assistência Social – PNAS 2004, um serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade, que garantem proteção integral no que tange a moradia, alimentação, higienização, entre outros.

Assim, estas instituições são criadas para dividir com a família e o Estado o cumprimento das responsabilidades em relação ao cuidado da pessoa idosa e as suas necessidades sociais e de saúde.

Nesta direção, a SERTE é parceira da família e do Estado, prestando serviços de qualidade, através de uma equipe de profissionais que visam e congregam esforços para o bem-estar biopsicossocial e espiritual do idoso.

O lar dos idosos acolhe os velhinhos carentes ou que sofrem algum tipo de violência, proporcionando melhor qualidade de vida.

Os idosos do lar recebem diariamente atendimento médico (fisioterapia, psicológico) contando com uma ala geriátrica para os casos mais graves, tendo também seus momentos de lazer (musicoterapia, bingos, artesanato e passeios externos.

Nesses mais de 50 anos de existência a SERTE conseguiu resgatar a dignidade e cidadania de inúmeros idosos carentes. A maioria dos idosos requer a atenção constante e cuidados.